A vergonha não é o ponto final

Atualizado: Mai 9




Tem piedade de mim, ó Deus, segundo a tua misericórdia; conforme a tua grande clemência, apaga minhas transgressões!

Lava-me de toda a minha culpa e purifica-me do meu pecado.

Pois no meu íntimo reconheço as minhas transgressões, e trago sempre presente o horror do meu pecado.

Sl 51. 1-3


“[...] Trago presente do horror do meu pecado.” , Davi escreveu estes versos após ser confrontado pelo profeta Natã por ter cometido adultério com Bate-Seba e assassinado Urias. Davi era o rei ungido do Senhor, um homem que havia vencido muitas guerras, mas, nesse momento, tudo que ele sentia era vergonha de seu pecado. E, se tem algo que o pecado nos causa, isso é a vergonha!


De fato, envergonhar-se diante de um pecado cometido é natural, pois o Espírito Santo vive dentro de nós e isso nos coloca constantemente diante da presença de Deus que é completamente santo e não pode suportar o pecado. Podemos ver isso no Capítulo 3 de Gênesis quando, após pecarem e serem chamados para estar diante de Deus, Adão e Eva se envergonharam.


“O homem declarou: “Ouvi o som do teu caminhar no jardim e, vendo que estava nu, tive receio; por essa razão me escondi!”

Gn. 3.10


Quantas de nós não nos encontramos assim, muitas vezes, envergonhadas diante do pecado que cometemos contra Deus, sentindo-nos nuas e indignas de nos apresentarmos diante d’Ele.


É bem verdade que o pecado foi o abismo que satanás colocou entre o homem e Deus na tentativa de encerrar nosso relacionamento com nosso Pai. Mas entenda, a vergonha não é o ponto final em nossa história. Ao continuarmos a leitura do capítulo 3 de Gênesis, vemos que o próprio Deus providencia roupas para cobrir Adão e Eva para que não mais se envergonhassem.


Fez Yahweh Deus túnicas de pele e com elas vestiu Adão e Eva, sua mulher.

Gn 3.21


Como bem diz o salmista, no capítulo 51, o pecado impregnou a natureza do homem - “Reconheço que sou pecador desde o meu nascimento. Sim, desde que me concebeu minha mãe.” –, mas Deus, em sua infinita bondade e misericórdia, fez, Ele mesmo, novas vestes para nós.


Deus não pode conviver com pecado, mas, apesar de nossas transgressões, Ele escolheu nos amar. O diabo pode até ter cavado um abismo entre Deus e os homens, mas Deus encerrou esse abismo colocando sobre ele uma cruz.


Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16


Por conta do pecado, estávamos destinadas a morte eterna, a estarmos separadas de Deus; mas Jesus, ao morrer na cruz por nós, se fez propiciação por nossos pecados. Ao nos entregarmos a Ele, seu sangue nos cobre e nos limpa. Dessa forma, ao nos olhar, o Pai vê Jesus em nós por meio de se sangue.

Livre-se da vergonha abrindo-se para Deus.


“Confessei-te o meu pecado, reconhecendo minha iniquidade, e não encobri as minhas culpas. Então declarei: Confessarei minhas transgressões para o SENHOR, e tu perdoaste a culpa dos meus pecados.”

Sl 32.5


Confessar nosso pecado e apresentar nossas vergonhas diante de Deus é a porta para que recebamos o seu sangue sobre nós. Quando entregamos nossa vida a Jesus, não existe mais condenação sobre nós, como diz a palavra em Romanos 8, “Portanto, agora não há nenhuma condenação para os que estão em Cristo Jesus.”.


Loyde-Jones escreveu que “A maior parte de nossos problemas se deve ao nosso fracasso em entendermos esse versículo.”. Acredite, não existe condenação para os que estão em Jesus. Não deixe que a vergonha por ter cometido um pecado, ou por pensar ter ferido a Deus, transforme-se em condenação sobre sua vida. O sangue de Jesus impede que ela caia sobre nós.


O pecado, o medo e a vergonha sempre estarão a nossa porta, mas lembre-se: além de doar-se na cruz por você, Jesus deixou o Espírito Santo para habitar em nós e nos capacitar na luta contra o pecado, na luta contra nosso próprio Eu.


E eu pedirei ao Pai que vos envie outro Consolador e este nunca vos abandonará. Ele é o Espírito Santo, o Espírito que conduz a toda a verdade.

Jo 14.16-17a


Não se entregue à vergonha do pecado, mas encontre-se em Cristo e glorie-se em Sua cruz. A cruz é o único lugar de segurança e o lugar mais próximo de Deus.

A CRUZ NOS COLOCA FACE A FACE COM O PAI!


14- Quanto a mim, no entanto, que eu jamais venha a me orgulhar, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio da qual o mundo já foi crucificado para mim, e eu para o mundo.

Gl 6.14


Por Isabel Rodrigues

1,012 visualizações

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon