Amando bem


“O amor é paciente, o amor é bondoso…"eu sei que você sabe recitar 1 Coríntios 13 tão bem quanto você sabe a letra da sua musica favorita. Hoje eu me peguei relendo esse velho amigo meu, um dos capítulos mais revisitados na minha Bíblia e pensando o por quê de eu sempre precisar voltar aqui. A verdade é que eu esqueço o quão simples e complexo é amar, e aqui eu falo sobre amar nosso próximo - sobre amar nossos pais, amigos, irmãos, vizinhos e colegas de trabalho. Nos últimos tempos, tenho percebido o quão egoísta sou pra certas coisas e eu descobri que a resposta ao egoísmo é o amor. O amor sacrificial, o amor que me tira da minha zona de conforto e me faz considerar o outro mais importante do que eu.


Eu sei que muito tem sido dito sobre empatia, e isso é importante, mas mais importante que isso é amar! A resposta pra maioria dos nossos problemas é amar, e amar bem! O amor não exige que as coisas sejam feitas à nossa própria maneira, ele é paciente e não contabiliza os erros dos outros. Isso é quem Deus é, e quem eu e você podemos ser.


Aqui estava eu pensando: “Deus, mas como eu posso amar assim?”, e então eu me lembrei daquele versículo que fala sobre contemplarmos a Deus e, a medida que o contemplamos, somos transformados à sua imagem (2 Coríntios 3.18). Eu sei amar bem quando sei o quão bem sou amada - quando eu entendo que Deus é paciente comigo, Ele é tardio em se irar, Ele não faz uma lista com os meus pecados, Ele não desiste de mim e, por causa disso, eu posso amar assim. Eu amo porque sou amada (1 João 4.19)


Hoje eu quero te desafiar, da mesma maneira que eu tenho sido desafiada, a olhar pra sua vida e ver se você tem amado as pessoas BEM. Sim, bem! Porque podemos amar mal. Podemos amar por amar, esperando algo em troca, amando da maneira mais confortável possível. Mas o verdadeiro amor é esse que é paciente, bondoso e sacrificial. Isso vai exigir que você saia da sua zona de conforto - o que vai ser difícil e doloroso. Morrer pra nós dói, mas é uma dor que gera VIDA!


Amar é o ato mais sublime e o mais simples de todos. Em toda nossa decadência humana, amar é o que mais nos aproxima da natureza divina - e isso sim é algo pelo qual vale a pena morrer.


Mirella Palú

781 visualizações3 comentários

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon