Carta para você!


Oi, perê!

Eu sei que ultimamente você tem visto muita coisa sobre auto-aceitação e amor próprio. Mas, se você mesmo com tantas discussões acerca desse tema ainda não conseguiu alcançar esse lugar, eu quero, mais uma vez, te ajudar a enxergar quão tamanha é a alegria de ser exatamente quem você é.


Nossa beleza vem de berço, somos feitas a imagem e semelhança do nosso pai. E Ele mesmo nos assegura de quão belas somos e isso está longe de ser limitado à nossa epiderme. A parte mais bonita está dentro.


A nossa singularidade nos faz preciosas. Não existe outra pessoa como você. Esse é um importante ponto no qual devemos nos apegar. Você não precisa ser igual a ninguém, o seu sorriso, seus cabelos, sua forma de falar, a sua história, as suas marcas, tudo isso é singular.


Deus não nos trata como um todo, mas sim como alguém único no mundo. E precisamos, a partir desse entendimento, valorizar a nossa identidade, ter satisfação em ser diferente, abraçar nossa peculiaridade e viver plenamente quem nascemos pra ser. Peregrina, meu profundo desejo não é escrever um texto cheio de coisas às quais você já ouviu de outras pessoas e que não surtiram efeito. Eu quero que as minhas palavras toquem não apenas o seu coração, mas que elas te façam se enxergar de uma maneira honesta. E falando por mim, por muito tempo me comparei com outras pessoas, meu reflexo no espelho e inclusive minha personalidade que eu considerava boba e sem graça. Contestava esse meu jeito de ser, meu rosto e corpo. Se não estivesse com um tipo de roupa específico e maquiagem no rosto não me sentia segura para sair pra lugar algum. Mudei meu jeito de agir para me adequar a quem eu achava que era mais legal e interessante. E isso por muito tempo me machucou, me sentia vivendo em um personagem que eu tinha cansado de atuar.


Hoje quando paro pra pensar nisso vejo o quanto era triste reduzir quem eu era para me fazer caber em um padrão de garota “legal”. E depois de grandes frustrações aprendi a valorizar quem de fato era a Marjorie, uma amiga leal, tímida, que não gosta de aventuras, engraçada, extremamente sentimental e que desmaia se ver sangue. Fora o exterior que é magricela, pernas longas e finas e olhos grandes. Diferente de todo mundo que conheço e que alegria ser única.


É preciso ter coragem pra ser quem você é, perê, não aceitar rótulos, não aceitar imposições alheias, jugos pesados e moldes para se encaixar. Viver plenamente sua identidade exige o esforço de sair da gaiola do medo e voar, voar alto.

Você confia no amor de Jesus por você? Acredita que Ele te conhece desde o ventre da sua mãe?


Sabia que Ele sonhou com você exatamente assim, com sua personalidade falante ou mais caladinha, engraçada ou tímida, com cabelos lisos ou crespos, com a gargalhada barulhenta ou que ri com os olhos.


Você consegue ver quão única é? Assim como uma melodia, como uma canção que só é cantada por uma pessoa em todo o mundo, como um perfume precioso do qual só existe um frasco apenas. Assim Deus te vê.



Por Marjorie Aleixo

1,406 visualizações3 comentários

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon