Deixe que Sua luz brilhe!



“[...] e Deus o chamou do meio da sarça ardente: ‘Moisés, Moisés!’ Ao que ele prontamente respondeu: ‘Eis-me aqui!’”. Êxodo 3.4


Muitas de nós conhecemos a história de Moisés: filho de hebreus, nascido para libertar o povo de Israel da opressão do Egito, foi extremamente usado por Deus, manifestando Seu pode através de dez pragas o qual, após esse período, liderou o povo em vitória, saindo do Egito e, a pés secos, atravessaram o Mar!

Todas celebramos essa história! Afinal, ela aponta para a vitória do povo de Deus e para Sua misericórdia sobre nós ao enviar Cristo para nos libertar da opressão do pecado e nos trazer de volta a vida n’Ele.


Mas, enquanto celebramos, muitas vezes, esquecemos o processo que Moisés passou! Assim como olhamos para outras pessoas que parecem ser muito mais bem sucedidas do que somos e pensamos: “Eu jamais poderei alcançar esse lugar!”. Pensando assim, permanecemos paradas, estagnadas, escondidas no meio da vergonha gerada por nossas feridas. Deixamos de viver o propósito para o qual fomos chamadas! Esquecemo-nos de que, enquanto estivermos com vergonha, presas em nossas feridas, elas não serão curadas.


Moisés cumpriu seu chamado, mas, para isso, teve que vencer os obstáculos que apareceram em seu caminho e vencer a vergonha gerada por seu passado!


“Quando ajudardes as hebreias a dar a luz, observai o sexo das crianças. Se for menino, matai-o.” Êxodo 1.16


A história de Moisés já se inicia no meio do perigo. O povo hebreu crescia e se fortalecia na terra do Egito e, por conta disso, o Rei ordenou que todas as crianças do sexo masculino fossem mortas. Apesar disso, Deus interviu e Moisés foi salvo. Havia um propósito em sua vida, e ele não deixaria de cumpri-lo. Ele foi salvo das águas e criado pela filha de faraó, educado em toda sabedoria do Egito.


Seu chamado começou a queimar em seu coração a medida que seu anseio por libertar seu povo crescia, mas ele comete um erro. Moisés mata um egípcio - (Êxodo 2.12). Com medo, foge!


“O Faraó, tendo notícias do caso, procurou matar Moisés. Mas este, fugindo da vista de todos, foi morar na terra de Midiã.” Êxodo 2.15


Moisés era agora um assassino, um fugitivo! Naquela época, se alguém contasse a Moisés os grandes feitos que ele faria em nome de Deus, talvez ele não acreditaria e pensaria: “Eu? Você não conhece minha história! Não sabe o que eu fiz! Não sabe o que eu passei! Você não sabe da minha vergonha!”


Mas Deus chamou a atenção de Moisés e ele permitiu-se ser atraído! Do meio de uma sarça que ardia em chamas, Moisés foi chamado por Deus para cumprir sua missão:


“Eu o envio a Faraó para tirar do Egito o meu povo, os filhos de Israel!” - Êxodo 3.10.

Moisés teve medo! Queria se esconder na sua vergonha e disse a Deus: “Quem sou eu para me apresentar diante de Faraó e fazer sair os israelitas das terras do Egito?” - Êxodo 3.11


Entenda algo, nenhuma vergonha é maior que Deus!

Apesar do medo que se apresenta a nossa frente, precisamos lembrar das palavras que Deus disse a Moisés para que este enfrentasse a vergonha e o medo de seu passado e cumprisse seu propósito: libertar o povo!

“Agora, portanto, vai; e Eu estarei contigo [...]”

Êxodo 4.12


Talvez você se encontre pressa em seu passado, com vergonha de tantas coisas que viveu e passou, mas entenda que você não está só. Lembre-se: se Moisés não tivesse confiado em Deus e em suas palavras para seguir adiante, talvez o povo não teria sido liberto, pelo menos não naquele tempo.


Não permaneça escondida! Deixe que a luz de Cristo resplandeça sobre você! Quando suas feridas, seus medos e suas vergonhas são iluminadas pela luz de Cristo, é aí que elas são curadas.


“Pois Deus, que disse: "Das trevas resplandeça a luz", ele mesmo brilhou em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus na face de Cristo.”

2 Coríntios 4:6


Por Isabel Rodrigues

1,018 visualizações2 comentários

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon