FAMÍLIA: COMO LIDAR?



Há algum tempo me dispus a parar e refletir sobre família. Tal palavra tem um amplo sentido, o qual é aplicado/entendido a partir das experiências individuais de cada um. Há quem entenda família como um grupo de amigos, outros simplificam “família” a algum lugar onde a pessoa encontre amor, mas infelizmente, para alguns, a palavra remete a sofrimento e dor.


No Brasil é notável o número de famílias desestruturadas. A cada esquina, podemos encontrar histórias de pessoas que se encontram traumatizadas de alguma forma devido a alguma experiência negativa que sofreu dentro da própria casa. Mas o fato é que Jesus Cristo nos convidou a fazer parte da família divina através do seu sacrifício e, aqueles que aceitam tal convite, ganham uma nova perspectiva sobre o termo.


“Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da Lei, a fim de redimir os que estavam sob a Lei, para que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque vocês são filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho ao coração de vocês, e ele clama: "Aba, Pai". Assim, você já não é mais escravo, mas filho; e, por ser filho, Deus também o tornou herdeiro.” - Gálatas 4:4-7

Além disso, Cristo nos mostra o que é ser um filho exemplar. Ele nos ensina a respeitar os nossos pais ou responsáveis mesmo quando não queremos, afinal, Jesus suou sangue na véspera de sua morte enquanto orava ao Pai “que seja feita a tua vontade” (Mt. 26-39).


A verdade é que não existe um manual que ensine como agir dentro de casa, até mesmo porque as famílias são diferentes umas das outras, mas diariamente, estamos expostos a aprendizados sobre família, pois temos acesso à casa do Pai através da leitura da Palavra e oração. Ele quer nos transformar em filhos maduros e parecidos com ele.


No entanto, às vezes, quando nos deparamos com a realidade que nos cerca em casa, nos encontramos desanimados e sem entender o conceito de “amor fraternal” que, supostamente, se encontra em meio à família. Lares desequilibrados tendem a embaçar a nossa visão sobre família e, consequentemente, nos gera revolta e raiva. Contudo, tenho boas notícias: Tudo pode ser diferente.


Deus equilibra qualquer lar instável, porque tudo está nas mãos dele e, quando Ele está no controle, nada balança ou cai. Então ore e entregue a Ele o controle da situação, pois, no final das contas, você não pode mudar as coisas com as suas próprias mãos, mas pode aproveitar para ser transformado enquanto observa Deus agindo em sua casa.


Outro ponto importantíssimo quando se trata de família é que, quando Deus acende uma lâmpada, não é para que ela fique escondida, mas para que ela ilumine toda a casa (Mt 5.15). Isso pode parecer uma responsabilidade muito grande, mas não é um fardo e sim um fato. A luz sempre se sobressai nas trevas e isso não muda. A consequência de uma vida guiada por Deus é essa.


Nunca se esqueça de que não existe um lar perfeito, então não compare! Agradeça o amadurecimento que pode ser gerado em casa mediante as situações difíceis que você passar. Isso pode te ajudar para que, no futuro, você possa fazer diferente com a família que você construir.


Por último e não menos importante: Seja paciente com as pessoas em casa e com o agir de Deus. Pode não parecer fácil essa missão, mas tenha em mente que Deus não nos permite passar por nada além de nossas forças. Ele está sempre conosco e completamente pronto para transformar a situação em que vivemos.


Escrevo tais palavras com o maior carinho e pessoalidade, porque entendo o quão desanimador pode ser viver em um lar tão bagunçado, mas não deixe de orar e nunca se esqueça de ser como Jesus Cristo nos ensina a ser. Tudo vai mudar - leve o tempo que for preciso -, porque Deus é fiel e te ama demais.


Por Isabela Narente

441 visualizações

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon