Florescendo no deserto

Atualizado: 5 de Set de 2018


“Uma voz clama: “No deserto preparem o caminho para o Senhor; façam no deserto um caminho reto para o nosso Deus. Todos os vales serão levantados, todos os montes e colinas serão aplanados; os terrenos acidentados se tornarão planos; as escarpas, serão niveladas. A glória do Senhor será revelada, e, juntos, todos a verão. Pois é o Senhor quem fala”. Isaías 40:3-5



Desertos são inevitáveis. Se você nunca passou por um, sinto lhe informar que mais cedo ou mais tarde vai acontecer. Isso não é um pessimismo da minha parte, mas faz parte do ciclo da vida. Os desertos nos remetem a escassez, ao calor extremo, à sede e ao cansaço. Hoje, entretanto, eu te proponho uma nova perspectiva.


E se pensarmos no deserto como um lugar de aprendizado? Ou ainda, um lugar onde a glória de Deus pode ser revelada através de você? Esse é o convite que nos é feito em Isaías: somos convidados a no deserto preparar um caminho reto e santo ao Senhor. Mesmo em meio a dor, mesmo em meio ao sofrimento, podemos endireitar nossas veredas, podemos alinhar nossa mente e coração com os de Deus, podemos escolher responder com gratidão.


Podemos florescer em meio a aridez do deserto se decidirmos deixar de lado nosso senso de justiça próprio e nossos ‘por quês? ‘ e abraçarmos essa estação árdua (abraça-la, entretanto, não significa se conformar). E no fim, a glória de DEUS (e não a dos homens, e não a sua ou minha) será revelada, para que todos reconheçam quem Ele é. Isso é magnifico.


Muitas vezes, temos essa necessidade de querer saber tudo. Porque estou sofrendo? Porque eu tive um dia ruim? Porque parece que as coisas não acontecem na minha vida? Porque ninguém me ajuda? Até quando isso vai durar?


Eu decidi parar de tentar descobrir todos os por quês de Deus. Talvez Ele não queira que eu saiba e está tudo bem. Ele sabe o que é melhor e talvez Ele não queira nos contar porque quer que nós aprendamos a confiar naquilo que não podemos entender. Acredite, ninguém escreve histórias melhor do que Ele. Toda história tem seus altos e baixos, e como um bom escritor ele sabe como colocar pontos de tensão na história, para depois desenhar o desfecho perfeito. E se decidirmos abraçar os processos nos quais estamos – por mais difíceis e doloridos que sejam – e permitir que Deus molde nosso caráter nesse meio tempo? Será que Ele não é capaz de tornar belo nosso caos? E se quando nos depararmos com escassez, nós corrermos para Aquele que nos proporciona vida em abundância? E se quando tivermos sede, buscarmos a Água da Vida? E se quando estivermos cansados, formos até aquele que nos leva para águas tranquilas? E se em meio ao deserto, nós escolhermos florescer?


Ele é como um Oásis em meio ao deserto, como um sopro de ar fresco em um dia quente. Ele não nos promete todas as respostas, mas Ele promete não nos abandonar.

São os desertos da vida que nos aperfeiçoam, que nos tornam ainda mais parecidos com Jesus, são os desertos que nos ensinam a se apegar ao que realmente importa.


E então, qual será sua resposta?


Por Mirella Palú

1,119 visualizações5 comentários

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon