Ninguém me toca como você




Eu que sempre busquei um propósito que fizesse meu coração arder, nunca imaginei. Eu que encontrei amores irresistíveis, nunca esperei. Eu que temi a rejeição dia após dia, nunca acreditei. Mas você me viu e me mostrou. Ninguém me toca como você. Ninguém me vê como você me vê. Ninguém entra tão profundo e revira o meu peito como você faz. Nem a depressão, o medo, a ansiedade ou o pecado.

Nenhum olho humano encontra em mim o que os teus viram, e palavra nenhuma faz florescer a natureza de filha, rendida, entregue e apaixonada como as tuas fazem. Eu estou aqui, Cristo. Disposta ao sacrifício de deixar para trás as vestes rasgadas, sujas e maltrapilhas, a carcaça do prazer e felicidades falsas que me foram prometidas ingenuamente, porque eles também não sabiam que nada terreno me

faria viver como você faz.


A dor não me toca como você. As paixões da carne não me prendem como o teu amor me liberta. Na tua presença, Santo, não há mais ressentimento. Eu abro mão das mentiras que cercaram a minha vida e sou sarada. Eu abro mão dos planos que fiz para acreditar no teu propósito. Eu abro mão das aventuras e arrepios que sussurraram no meu ouvido para viver o que tu gritaste ao meu coração.

Quando você vem ao meu encontro, eu me transformo. Todos os dias, eu me esforço para caminhar contigo, para dividir contigo nem que seja alguns minutos de conversa na rua, no meio da multidão, na solidão de um ônibus apertado. Eu só quero estar contigo, nem que seja para contemplar somente um milésimo do teu amor e poder. Apesar das aflições, apesar da pressa, apesar dos meus defeitos. Por quem tu és.


O que tu tens a me dizer? Estou aqui, Paizinho. Ninguém vai ter a minha atenção agora ou me atormentar. Ninguém vai assaltar a minha devoção dessa vez. Nasci em ti. Renasço todos os dias como nova mulher, nova criatura, nova filha. Ninguém vai me tocar como você me toca. Ninguém. No escuro do meu quarto, na imensidão da minha mente, no rasgar do coração, ninguém vai me apaixonar como você. Eu só

quero você, só preciso do teu olhar.

Tu tens a verdade sobre mim. Tu és a verdade.



Por Mariah Costa

*Inspirado por Isaías 9 - Rodolfo Abrantes

936 visualizações2 comentários

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon