O AMOR TAMBÉM É UM LUGAR


O que habita no esconderijo do Altíssimo e descansa à sombra do Onipotente diz ao Senhor: ‘Meu refúgio e meu baluarte, Deus meu, em quem confio’”. – Salmos 91.1-2


Deus é amor. O amor é um lugar. Logo, Deus se faz lugar.

Parece simples esse raciocínio e, de fato, ele é! Com Jesus, as coisas são muito mais simples do que imaginamos. Mas o que quero dizer com “Deus se faz lugar” é que, quando o buscamos, Ele nos acolhe, assim como quando estamos cansados, queremos chegar em casa e descansar. Uma das melhores sensações que podemos experimentar é o descanso após um dia exaustivo. O fato é que, muitas vezes, em casa podemos descansar apenas o corpo, mas o lugar onde Deus nos convida a estar, nos permite descansar todo o nosso ser. É onde Ele renova nossa mente, nosso espírito e revigora nossas forças.


O Salmo 91 apresenta inúmeros versículos que nos levam a crer que Deus se faz lugar. Ele é refúgio, é sombra, é esconderijo. O Amor é lugar secreto para nós.

Quando Adão e Eva comeram do fruto proibido, eles foram expulsos do jardim do Éden, o lugar em que eles se encontravam constantemente com Deus.


“O Senhor Deus, por isso, o lançou fora do jardim do Éden, a fim de lavrar a terra de que fora tomado. E, expulso o homem, colocou querubins ao oriente do jardim do Éden e o refulgir de uma espada que se revolvia, para guardar o caminho da árvore da vida.”

(Gn 3.23-24)


Contudo, quando Jesus ressuscitou, Ele nos deu acesso a esse lugar novamente, proporcionando a nós uma comunhão direta com o nosso Pai, pois a sua morte rasgou o véu que nos separava da presença de Deus.


“Eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo; tremeu a terra, fenderam-se as rochas;”

(Mt 27.51)


Depois de tudo isso, a história da humanidade mudou para sempre. Até então, éramos fadados a viver sem a presença direta de Deus, mas Jesus veio justamente para que pudéssemos ter com Deus novamente. Este sempre foi Seu desejo: que o homem permanecesse no jardim. Com isso, a vinda de Cristo nos leva ao jardim novamente e nos permite ter contato com o nosso Criador. Isso é real!


Voltando ao início desse texto, reafirmo: Deus se faz um lugar secreto para nós. Não temos um jardim físico no qual podemos tocar, mas temos um Deus que nos faz sentir em casa quando o buscamos. Ele nos chama para estar com Ele e se faz refúgio, esconderijo, lugar secreto. Um local onde podemos encontra-lo sem medo.


Quando Adão pecou, ele se escondeu de Deus por pura vergonha. Ele percebeu que estava nu e buscou algo para cobrir-se. No entanto, Jesus nos convida agora para adentrar nesse lugar secreto novamente, independentemente da situação em que nos encontramos. Ele não quer que nos escondamos, mas Ele anseia que entremos despidas de toda e qualquer coisa que nos impeça de ser quem somos de fato.


Pode ser que você, leitora, já saiba de tudo isso. Ou, talvez, seja a primeira vez que você lê algo do tipo. Mas, independente disso, eu quero que você se sinta convidada e encorajada a entrar nesse lugar secreto com Jesus.


Saiba que Ele deu a vida por isto: Para te levar de volta para a casa, salva, porque nós não somos daqui. Contudo, enquanto estivermos em terra, Ele se faz casa, Ele é esse lugar secreto. As portas estão abertas e o próprio Deus nos convida a entrar e mergulhar nesse amor, pois lá é o nosso lugar de origem, de onde nunca deveríamos ter saído.

Se, porventura, você sente que está longe desse jardim, entenda que está mais perto do que imagina. Você é amada e, por isso, Jesus não limitou o espaço. A presença dele nos persegue e, como quer que você esteja, Ele te convida a encontra-lo no lugar secreto e te revelar coisas maravilhosas sobre Ele e sobre você.


Não há segredos e o caminho para o jardim não é complicado e nem cansativo. Você não precisa de atalhos. Mas eu também entendo que, muitas vezes, caminhamos tanto sem rumo, que mal podemos enxergar o lugar certo, e é justamente por isso que quero compartilhar algumas dicas com você...


...não se frustre, você está segura.

Pode parecer que nada está legal, mas Ele permanece ali, sendo refúgio e esconderijo. Ele é um lugar em que seus problemas não podem te atingir negativamente (Sl 91.9-10).


...permaneça ali.

Há uma frase de A.W. Tozer que diz: “Orar, orar e continuar orando, até começar a orar de verdade”. A oração, a Palavra e o Espírito te conectam com esse lugar. É preciso persistência!


...seja vulnerável.

Ele procura por filhos que não tenham vergonha dele. Não se esconda Dele, se esconda Nele. Suas certezas não te curam, mas apenas a fé nele é capaz de te transformar. Assim como a mulher do fluxo de sangue não se rendeu à sua vergonha (Mc 5.25-34), adentre na presença de Deus e toque-o, permita-se ser curada.


...anseie.

Crie uma rotina que te possibilite encontrar o Amor todos os dias. Priorize, porque o que realmente importa é estar com Aquele que nos ama incondicionalmente. Jesus fez isso todas as vezes em que subiu ao monte para ouvir a voz do Pai, faça o mesmo!


...deixe ser guiada.

O Espírito Santo é o GPS. Ele sabe exatamente onde nos levar, porque entende perfeitamente os objetivos do Pai para conosco e sabe tudo o que precisamos (Jo 14.26).

Busque, medite e ore pedindo para que Deus te revele o quão lindo e prazeroso é estar nesse jardim, onde você é chamada para a intimidade. O Amor é lugar, um lugar de descanso para os dias exaustivos, um refúgio para os que são perseguidos e um esconderijo que somente você e Ele têm acesso.


Isabela Narente

633 visualizações

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon