O coração de Deus para mulheres



Já parou para refletir o que Deus pensa sobre você? Fechar os olhos em meio as dores e ver através do amor de Jesus enche a alma de esperança. Não há história melhor a ser contada do que aquela dita pelos lábios do Seu amor. Nem sempre é esta a narrativa que o mundo conta, mas há valor em ser mulher. E há grande valor em ser você! Pois o Senhor te fez assim.


Lembro-me de uma música da Banda Resgate contando a história de Luci, uma garota que nasceu perfeita, mas cuja a primeira frase que ouviu foi: “Menina feia!”. Acreditando na mentira, tomou para si a afirmativa de ser a garota “mais feia da criação” e isso retumbou sobre ela, até que teve um encontro com o explosivo amor de Cristo que não fere.


Cada uma de nós mulheres temos histórias a contar, distintas em tantos aspectos e particularmente nossas. Olhando para o Evangelho precisamos entender o que Deus pensa a nosso respeito. Quais são as verdades do Seu coração sobre nós e a estrutura do nosso ser?


Mulheres são ousadas em fé

Lembra da rainha Ester e de como ela se arriscou para clamar pelo seu povo? Ela foi conduzida a uma posição de rainha para um fim proveitoso. Uma simples órfã se tornou uma mulher de destaque, casada com Xerxes, um dos maiores reis da história persa. O ato mortal de entrar na presença do rei sem ter sido convidada não a impediu de ser corajosa diante dos medos. De frente aos próprios temores, respondeu: “Se perecer, perecerei”. Será que quando criança, em seu estado de orfandade, Ester imaginou que um dia seria rainha?


Toda história pode ser redimida. Dores e frustrações podem ser tratadas. É liberada, sobre cada mulher, a graça necessária para seguir em frente e se tornar quem Deus as criou para ser. Talvez, você se veja apenas como uma simples menina, fraca e frágil que, quando se olha no espelho, só vê vulnerabilidade e dor. Saiba que Jesus está escrevendo uma história linda a seu respeito. Ele é que está forjando a sua força e seus músculos espirituais. Há favor de Deus sobre ti, assim como teve Ester.


“O rei amou a Ester mais do que a todas as mulheres, e ela alcançou perante ele favor e benevolência mais do que todas as virgens; o rei pôs-lhe na cabeça a coroa real e a fez rainha em lugar de Vasti.” Ester 2.17


Mulheres são intensas em amar

No Livro de Lucas, encontramos uma das narrações mais tocantes a respeito de adoração e quebrantamento, a qual foi demonstrada por uma mulher extremamente discriminada por sua condição de pecadora. Além de ser mulher, ela era uma meretriz. Jesus a amou e continua amando as mulheres independente das “bagagens” que carregam. Ela foi muito perdoada e por isso muito amou. Amou tanto, que entregou tudo o que possuía como oferta de libação, ela preparou o corpo de Jesus para Sua morte.


“Um dos fariseus convidou-o para comer com ele; e entrando em casa do fariseu, reclinou-se à mesa. E eis que uma mulher pecadora que havia na cidade, quando soube que ele estava à mesa em casa do fariseu, trouxe um vaso de alabastro com bálsamo; e estando por detrás, aos seus pés, chorando, começou a regar-lhe os pés com lágrimas e os enxugava com os cabelos da sua cabeça; e beijava-lhe os pés e ungia-os com o bálsamo. Mas, ao ver isso, o fariseu que o convidara falava consigo, dizendo: Se este homem fosse profeta, saberia quem e de que qualidade é essa mulher que o toca, pois é uma pecadora... E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta com suas lágrimas os regou e com seus cabelos os enxugou. Não me deste ósculo; ela, porém, desde que entrei, não tem cessado de beijar-me os pés. Não me ungiste a cabeça com óleo; mas esta com bálsamo ungiu-me os pés. Por isso te digo: Perdoados lhe são os pecados, que são muitos; porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama.” Lucas 7.36-39, 44-47


Aquela mulher, se jogando aos pés do Mestre, os lavou com suas lágrimas e derramou sobre Ele seu bem mais precioso. Talvez, era tudo o que ela possuía, mas ela não foi a única mulher com quem Jesus conversou e perdoou os pecados. Ele perdoou a mulher pega em adultério, falou com uma samaritana que tinha muitos amantes e quebrou duplamente os paradigmas da época: ela era uma mulher, e ela era samaritana. Muitas outras mulheres serviam a Ele e aos seus discípulos, e quantas outras Ele curou?


Em todas essas histórias, Jesus enxergou essas mulheres e hoje ele nos pergunta, assim como perguntou ao fariseu: “Vês tu essa mulher?”.

E nós, será que conseguimos enxergá-las? Mulheres sofridas, mal amadas, sem voz, repudiadas, prostituídas, feridas? Há bálsamo para o sofrimento humano e ele se chama: Jesus! Há bálsamo para as mulheres!


Um em Cristo

Ao longo da história, mulheres têm sofrido, tanto na antiguidade, como na pós-modernidade. Muitos acreditam que há superioridade entre um sexo e outro. Na verdade, aos olhos de Deus, somos todos iguais em valores, mesmo que diferentes em nossos potenciais. Isso significa que há um diferencial em habilidades, dons, pontos fortes e fracos. No entanto, apenas nos completamos na vida quando aprendemos a caminhar em unidade.


Johan Lukasse, missionário de JOCUM Brasil, afirma que: “respeitar as mulheres é uma chave para alcançar o mundo”. Ele questiona o motivo pelo qual as mulheres sofrem tanto e, as vezes, até mais que os homens. É possível observar que mulheres são mais dedicadas que os homens nas questões do reino de Deus. Estatísticas demonstram que há mais mulheres nos campos missionários do que homens. Será por isso que o diabo tem lutado tanto pra destruir nossas identidades? Ele sabe o que Deus fará em nós e através de nós, tanto na vida das mulheres como na de homens e crianças – pois, além de tudo, somos também maternais, somos chamadas para cuidar.


Não podemos nos dirigir aos extremos que separam homens e mulheres, causando um rompimento e dor. Deus criou homens e mulheres. Não há superioridade entre judeus e gregos (étnica religiosa), escravo e livre (classe social educacional), homem e mulher (superioridade de gênero). Todos somos um em Cristo Jesus. Então, vivamos na Unidade daquele que nos chamou para amar, assim como Ele amou.


“Não há judeu nem grego, escravo ou livre, homem ou mulher, porque todos vós sois um em Cristo Jesus.” Gálatas 3.28


Por Nayla Cintra

1,467 visualizações2 comentários

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon