Buscar

Pare de diminuir o dom que Deus deu a você


Quase todas as mulheres da minha família são grandes artesãs. A minha mãe produz acessórios e conserta qualquer coisa que esteja precisando de ajuste com as soluções mais criativas que alguém pode ter. Minha avó foi confeiteira a vida inteira e costura, assim como a mãe dela. Minha irmã do meio desde pequena sabe desenhar como ninguém e é uma mestre da organização, enquanto a mais nova cozinha muito bem mesmo sem seguir receitas. Mas eu não. Minha coordenação motora é bem frágil, não sou tão boa na cozinha e eu desisti dos dois instrumentos que tentei aprender. Durante a maior parte da minha vida, eu encarei da seguinte forma: eu sei escrever.


Foi por isso que eu escolhi ser jornalista e comecei a escrever ficção. A escrita me deu um trabalho, um hobbie, um ministério, me fez alcançar pessoas por meio da internet e, ainda assim, eu era viciada em dizer: eu sei escrever. Ainda essa semana eu repeti isso. E quando eu falei, foi como se Deus imediatamente me repreendesse. Porque o “só” mostra como eu via de forma pequena, como eu estava focando muito mais nas habilidades que eu não tenho do que nas que eu já desenvolvi até aqui.


Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. Se alguém tem o dom de profetizar, use-o na proporção da sua fé. Se o seu dom é servir, sirva; se é ensinar, ensine; se é dar ânimo, que assim faça; se é contribuir, que contribua generosamente; se é exercer liderança, que a exerça com zelo; se é mostrar misericórdia, que o faça com alegria. (Romanos 12:6-8)


Pare de menosprezar o talento que Ele deu a você. Isso não significa que você vai parar de tentar aprender coisas novas ou crescer no que não é boa. Mas trate com respeito aquilo que Ele te deu como natural e o que Ele te capacitou para melhorar com humildade.


Talvez exista algo em que você é muito boa mas simplesmente não enxerga como talento. E isso também aconteceu comigo. Eu sempre fui comunicativa, conseguia falar bem e me expressar, ser carismática, mas isso pra mim não era talento, era apenas uma coisa qualquer. Contudo, hoje eu já entendi que o Senhor me presenteou com a comunicação falada e escrita para usá-la em prol do reino Dele. Imagine quantas pessoas desejam melhorar naquilo que você já é boa? Mais uma vez: pare de menosprezar aquilo que Deus te deu.


E mais: pare de diminuir a si mesma. Você é filha, escolhida, abençoada, redimida e talentosa.


Eu tenho amigas que são boas ouvintes, boas desenhistas, boas criativas, boas poetisas, boas musicistas, boas em maquiagem, boas em moda, boas nos negócios, boas conselheiras, boas em cuidar do outro. E muitas delas às vezes nem entendem que Deus tem tudo a ver com isso. Ele escolheu muito mais do que talentos para conferir a você, Ele te entregou um olhar único sobre o mundo. Ninguém pode fazer o que você pode da forma que você faz.


Porque somos únicas.


Então não espere que outra pessoa vá fazer o que você foi chamada para fazer. Abrace o seu talento. Aprimore o que faz o seu coração arder. Encare a jornada e honre o trabalho da sua mente e das suas mãos.




Devocional por Mariah Costa

Cristã, leitora, jornalista & revisora.

https://www.instagram.com/mariahscosta/

198 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo