Dia 15: Recomeçando com um novo coração

Atualizado: Jun 18

Eu quero te contar uma história. Conheço um casal que está junto há muito tempo e há mais de vinte anos atrás, ele cometeu um erro: abandonou a família por um tempo e viveu com uma amante. Porém, arrependeu-se e a esposa declarou que o receberia de volta, que o perdoaria. Depois desse tempo, a vida dele se transformou inteiramente. Ele conheceu o Senhor e nunca mais desviou-se dos seus ensinamentos. Mas entre eles ainda havia um fantasma. Não, ela não conseguiu perdoá-lo verdadeiramente. Em qualquer briga, aquele erro retornava à pauta. O coração dela estava cheio de rancor e o dele de culpa, apesar dos anos e esforços que se seguiram. Eles estavam juntos outra vez, mas nunca recomeçaram de fato.


Não é fácil deixar a culpa e o rancor para trás. Muitas de nós sofrem com um “instinto” de justiça, de desejar que aquele que nos feriu pague por seus erros. Da mesma forma, sofremos com uma Síndrome de Impostora cruel, que nos aponta que não merecemos a graça e a bençãos que o Senhor nos dá gratuitamente.

Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. (Gálatas 2:20)

Confesso que, naturalmente, não sou uma pessoa com facilidade para perdoar, mas o tempo e a graça ensinaram muito sobre isso. Houve um momento da minha vida em que entendi claramente o direcionamento do Senhor: eu não cresceria se não liberasse perdão para algumas pessoas. Depois, encontrei-me em outra situação: meu relacionamento com Deus não evoluiria se eu não deixasse a culpa para trás.

Quando nos dispomos a viver o que Deus tem para nós, o Novo, não podemos continuar carregando os fardos pesados da culpa ou do rancor. Porque o ponto do recomeço é justamente deixar o passado para trás e tentar novamente.


Talvez agora você esteja pensando que é fácil falar, mas que ninguém sabe como você foi machucada ou como errou. Que ninguém jamais entenderá suas feridas ou quão longe você correu do Senhor durante a vida. Mas eu tenho um spoiler para você: nenhum de nós merece a graça e, ainda assim, ela foi dada. Jesus morreu na Cruz por todos nós antes mesmo que errássemos e o negássemos. Antes de qualquer erro, o sangue dele já tinha sido derramado, lavando os nossos pecados. Como se sente o seu coração diante disso?

Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados. (Colossenses 1:13-14)

Se chegou o seu momento de recomeçar, não permita que a culpa ou o rancor te parem. Faça o que for preciso. Ore e jejue, faça sacrifícios, entregue-se! Um exercício para ajudar: liste pessoas que te machucaram e seus motivos — ou erros que você cometeu e te travam. Então dedique tempo para orar sobre cada item dessa lista, liberando perdão sobre si e os outros. Se preciso for, ore diariamente por isso, até que seu coração sinta-se renovado. Talvez você precise conversar com algumas pessoas e entregar verbalmente o seu perdão. Comigo foi assim. Ainda que a outra pessoa sequer entenda bem o que você está dizendo, perdoe.

Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo.(Efésios 4:32)

E então desfrute da liberdade divina e da maravilhosa graça de poder recomeçar, tendo a melhor companhia.


Por Mariah Costa

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon