“TUAS ONDAS VIERAM SOBRE MIM...”




“Pois me lançaste nas profundezas,

o coração dos mares, e a corrente das àguas me cercou;

todas as tuas ondas e as tuas vagas passaram sobre mim.” Jn 2.3


“Tuas ondas e vagas passaram sobre mim”, esse é um trecho da oração feita por Jonas, ao Senhor, quando estava no ventre do grande peixe. Jonas se viu lançado ao abismo, tomado por angústia e sentindo-se excluído da presença do Senhor. Contudo, não era essa a verdade que o Pai queria ensiná-lo.


O profeta havia recebido o chamado para ir a Nínive pregar arrependimento ao povo, contudo, ele se recusou e traçou um curso diferente daquele que Deus havia traçado para ele. Jonas foi para Tarsis. Não era uma cidade próxima e estava na contramão do projeto de Deus. Mas ainda assim, Jonas desperdiçou seu tempo e dinheiro para não cumprir a vontade do Pai. Quantas vezes não nos vemos tomando atitudes semelhantes a essas. Não confiamos o suficiente no Senhor para seguir o curso que ele traçou para nós e cumprir o chamado que Ele estabeleceu.


Diante disso, no meio de um mar revolto, o profeta precisou ser lançado ao mar para acalmar a sua fúria e, nesse momento, foi engolido pelo grande peixe. Essa fora uma ordem do Senhor: Jonas passaria três dias e três noites no ventre do peixe. A grande verdade é que, em alguns momentos da nossa caminhada, Jesus nos lança em abismos.


Em sua oração Jonas diz “Pois me lançaste nas profundezas, no coração dos mares, e a corrente das àguas me cercou; todas as tuas ondas e as tuas vagas passaram sobre mim.” Jn 2.3. Nesse trecho, Jonas é cercado por ondas e ondulações, que são as vagas.


Ao ler esse texto, me senti intrigada, precisava descobrir o que eram as vagas; e se você é uma surfista ou ama os mares, vai compreender muito bem o que vou falar.

As vagas são ondas que se formam muito próximas do litoral. Devido a uma pista de vento que sopra intensamente sobre o oceano durante um longo período. Uma pista de vento é uma grande área do oceano onde o vento sopra com bastante intensidade, formando ondas. A altura e a quebra dessas ondas são assustadoras.


Nossa! Quão amedrontador deve ser estar diante de ondas como essas. Algo que devemos observar com muita atenção é que o profeta diz “TU me lançaste”, “as TUAS ondas e vagas”, ou seja, foi o próprio Pai que as enviou. Por quê? Porque o Seu desejo é que vivamos em lugares mais profundos e Ele mesmo vai criar as situações para que cheguemos a profundezas do Seu amor.


Só escaparemos da violência das ondas se passarmos por elas, e só passaremos por elas mergulhando profundo. Se eu não mergulhar, as vagas vão me matar. Jesus está criando situações que nos impulsionam às profundezas.


O salmista, em salmos 42.7, diz “Um abismo chama outro abismo...”, portanto, quanto mais profundo mergulhamos em Deus, quanto mais profundo mergulharmos, mais conheceremos do seu amor. As profundezas dos mares são lugares escuros nos quais existe muita pressão, mas não se preocupe! O Pai gera em você a sua própria luz e jamais te desampara, pois o Seu lar é nas profundezas.


Por Isabel Rodrigues

354 visualizações2 comentários

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon