Um olhar sobre si e sobre o outro

Atualizado: 11 de Set de 2018



Queria começar esse texto falando sobre moda, sobre como se vestir bem, ou como se sentir linda e, para isso, não precisar apelar para a sensualidade excessiva... pensei em vários temas, poderia falar sobre make clean, como usar chapéu, meias coloridas, mas...


Queridas peregrinas, cheguei à conclusão que o que realmente precisamos, é entender algumas coisas. Posso te levar a refletir sobre algo que andei pensando essa semana? Se sim, então vamos lá...


Vocês viram aquela notícia sobre o grupo de homens que fez uma ‘’brincadeira’’ sem nenhuma graça com aquela moça estrangeira? Vi vários posts de inúmeras feministas, ativistas, pseudofeministas, homens, atrizes e inclusive em um telejornal nacional todos extremamente horrorizados com que havia acontecido. Enfim, vi vários posicionamentos e pessoas falando daqueles homens como se fossem monstros e, me perdoem, mas confesso que não entendi. No país onde as músicas mais obscenas é que ganham destaque, onde meninas super jovens são erotizadas por si mesmas, por seus familiares e pela sociedade, onde a moda é sair na rua mostrando a roupa intima, onde cenas de sexo são comuns na TV, onde a ‘’mulher é livre’’ e, para eles, a liberdade é mostrar para todos aquilo que deveria ser protegido. Será que não percebemos que a atitude desses homens é resultado, primeiramente, da nossa e que a mentalidade grotesca desses caras foi originada a partir de uma sociedade em que ninguém respeita o próprio corpo e nem o das outras pessoas? Não concordo com aquele abuso cometido contra a mulher estrangeira, mas será que alguém viu que essa atitude é fruto de uma mentalidade imunda que tem sido gerada por nós mesmos? Quer dizer que cantar ‘’vem novinha’’, ‘’quica aqui’’ é normal? Mas falar do órgão genital da mulher é terrível, inadmissível, absurdo? Hipócritas!

Ainda bem que Jesus nos alertou sobre eles...


O problema está, primeiro, em como nós mesmas nos posicionamos, em como nos mostramos ao mundo. Se nós nos respeitarmos, eles terão que nos respeitar também, caso contrário, não adianta esse alarde se não resolvermos o problema na essência.


E por falar nEle, menina, Jesus fala que você é um jardim fechado, manancial, fonte selada (Cantares 4:12). Guarde aquilo que é só seu, proteja a sua pureza, guarde os seus ouvidos, não se deixe levar pelas coisas desse mundo, não se venda, porque o seu valor só Ele pôde pagar. O Mundo hoje nos chama de qualquer coisa, eles mentem quando dizem que não temos valor, não acredite! Lembra que não somos daqui? Te garanto que, em breve, estaremos em casa novamente. Hold on!


Por Marjorie Aleixo

428 visualizações1 comentário

© GAROTAS PEREGRINAS since 2018

Designed by Mariana Baroni

  • Preto Ícone Spotify
  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon